Home Geral Kalil anuncia que vai participar da Parada Gay de BH em julho

Kalil anuncia que vai participar da Parada Gay de BH em julho

O evento acontece todos os anos, geralmente no segundo domingo do mês de julho. O prefeito de BH fez o anúncio durante reunião em que ele comunicou a criação da Coordenadoria de Direitos da População LGBT

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), pretende participar da 20ª Parada Gay de Belo Horizonte, que normalmente acontece todos os anos no segundo domingo de julho. A informação foi confirmada por um dos participantes do encontro que Kalil manteve na noite de quinta-feira (16), na sede da prefeitura, com representantes da população LGBT.

Saiba mais

Kalil convocou a reunião para anunciar a criação da Coordenadoria de Direitos da População LGBT – decreto com a diretrizes da iniciativa foi publicado nesta sexta no Diário Oficial do Município (DOM). Segundo Carlos Magno, presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Travestis e Transgêneros (ABGLT), Carlos Magno, a reunião com Kalil durou quase uma hora e contou com a presença de outros representates de entidades representativas da população LGBT. Ele listou a Articulação Nacional de Travestis e Transgêneros, o Centro de Luta pela Livre Orientação de Minas Gerais e o Instituto Pauline Reistun.

Reivindicação antiga
Carlos Magno contou ainda que o prefeito foi “super simpático” com os representantes da população LGBT presente à reunião dessa quinta-feira. “O prefeito atendeu a uma reivindicação antiga nossa. Milito há 15 anos e desde 2008 aguardamos a implantação da coordenadoria, e no final da reunião ele ainda disse que vai à Parada Gay deste ano”, disse. Segundo Carlos Magno, durante a reunião não foi comentada a estrutura da coordenadoria nem o orçamento. “Essa é uma decisão do Kalil, se ele nos chamar de novo para conversar, podemos opinar”, afirmou.

Coordenadoria
A Coordenadoria de Direitos da População LGBT será vinculado à Secretaria Municipal Adjunta de Direitos da Cidadania. Entre as atribuições da coordenadoria está a elaboração e coordenação das políticas públicas destinadas à população LGBT. Além da implantação de políticas de atenção às vítimas de violência e discriminação por orientação sexual.

Caberá ainda a nova coordenadoria, a coleta de dados e desenvolvimento de estudos e pesquisas relacionados à população LGBT. Esses dados, de acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, serão usados para orientação de políticas públicas para essa parcela da população. Durante encontro com entidades que representam a população LGBT, Kalil se comprometeu com o fortalecimento do Centro de Referência LGBT.

Fonte:  Estado de Minas