Acostumada a receber todos os perfis de visitantes, tanto nacionais como estrangeiros, a hotelaria de São Paulo anda de mãos dadas com o mercado GLS. Essa aproximação se traduz na oferta crescente de pacotes especiais para eventos como Carnaval, Parada Gay, shows e festivais de música e cinema. A cada ano, surgem mais hotéis interessados em criar promoções direcionadas, a fim de aproveitar as oportunidades de negócios desse segmento do turismo. Uma das estratégias desses pacotes, por exemplo, é incluir entradas em clubes noturnos, bem como dar orientações personalizadas sobre a programação cultural e de lazer da cidade.

A indústria do turismo em São Paulo tenta acompanhar a forte tendência mundial de respeito à diversidade. A inspiração vem de países com mais tradição e investimentos nesse mercado, como Espanha, França, Alemanha e Holanda. Por lá, hotéis criam anúncios exclusivos para o turista gay, sem receios de ouvir queixas de hóspedes mais conservadores. Também treinam seu pessoal para entender melhor as necessidades de seus clientes, evitando gafes como a de encaminhar um casal do mesmo sexo a uma suíte com duas camas de solteiro ou perguntar sorrindo se é necessário um exemplar da Bíblia no criado-mudo.

No passado, era forte a pecha de que um pacote GLS era “turismo sexual disfarçado”. Empreendimentos bem-sucedidos nesse ramo descobriram, porém, que o principal chamariz é a localização de fácil acesso, aliada ao justo preço dos serviços. Também é valorizado o capricho nos detalhes, como decoração de bom gosto dos quartos, variedade de canais de TV, jornais e revistas, boa estrutura da sala de fitness e opções de horários do café-da-manhã para noctívagos. Há turistas que só se hospedam em locais próximos a shoppings, centros culturais ou até abrigos para seus cães e gatos.

Outro mito é a disposição dos gays para gastos exorbitantes. Existem esses casos, mas são exceções. Agências de turismo com foco nessa fatia do mercado já detectaram o gosto por viagens na baixa estação, quando os pacotes são mais baratos e os lugares estão menos lotados, com preços mais realistas. Também são vistos como simpáticos hotéis, restaurantes e bares que disponibilizam cupons de descontos, cartões-postais e flyers de festas GLS. É um sinal de gentileza e dedicação aos interesses diferenciados de seus hóspedes, sem doer no bolso nem na consciência.

Se hospede em um dos nossos hotéis associados!